O que fazer antes, durante e depois de construir?

Muita gente se pergunta o que precisa fazer antes, durante e depois de construir uma casa. Sendo assim, criamos este artigo para ajudar a tantas outras pessoas que possam estar a procura destas informações.

Etapa 1: Antes de construir

Compra de um lote/terreno

Se você está adquirindo um terreno para construir a sua tão sonhada casa, para que a escolha não resulte em prejuízos, a atitude mais sábia seria sempre consultar um profissional qualificado antes de fechar qualquer negócio.

Um corretor de confiança ajuda na escolha do terreno, um arquiteto e/ou um engenheiro também. Cada um dentro de sua especialidade.

Existem detalhes técnicos que determinarão um custo final maior ou menor na obra. Que podem avaliar até mesmo a sua inviabilidade econômica na escolha do terreno.

Essa análise faz parte do trabalho do arquiteto, que o leigo infelizmente não tem conhecimento ou experiência para fazer. O arquiteto pode orientar na aquisição do terreno, evitando uma má escolha que causará problemas no futuro.

Muitas vezes o cliente tem em mente um tipo específico de projeto. Que por acaso, é totalmente incompatível com o tipo de projeto ou com o orçamento disponível para a construção.

Avalie suas condições físicas

Um item importante e que deve ser observado com atenção ao escolher o terreno são suas condições físicas. Verifique se não existem pontos onde a água fica empoçada, ou se ele sofreu um grande aterro.

No primeiro caso, vai-se gastar mais com drenagem e impermeabilização. No segundo haverá a necessidade de construir fundações mais profundas e caras.

Os vizinhos são boas fontes de informação, analise as obras feitas nos terrenos vizinhos. Como foram feitas e se há trincas nas paredes. Se houver trincas existe uma grande possibilidade de o solo da região ser instável. O que significa gasto maior para a execução de fundações adequadas.

Lembre-se que a posição solar e a ventilação são essenciais na hora de determinar a posição dos cômodos em uma construção.

Uma vez definido o terreno onde a construção que será feita, é hora de partir para a contratação do arquiteto. Este vai adequar o programa da obra ao terreno escolhido e ao orçamento disponível.

Escolhendo um arquiteto

É comum pensarmos que a função do arquiteto se resume apenas à questão estética do projeto. Mas esse é um grande engano, pois o arquiteto também é o intermediador para que tudo ocorra de forma simultânea e orquestrada. Desde as primeiras ideias até a entrega final da edificação.

O que esse profissional realmente faz é facilitar todo o processo da construção de uma obra, tarefa que vai muito além do projeto em si. Ele é a chave que vai literalmente abrir as portas da sua nova casa.

Ao contratar os serviços de um arquiteto, é importante ter a consciência de que, como em todas as profissões, existem bons e maus profissionais. Portanto algumas medidas devem ser analisadas na hora do contrato.

Antes de sair a procura de um arquiteto, entenda o valor dos seus serviços para nunca escolher o profissional pelo preço somente. O barato pode sair caro, pois podem ser proporcionais a experiência e a competência do profissional contratado.

Busque por referências de trabalhos realizados, indicações de conhecidos são importantes e inspiram mais segurança por parte de quem contrata.

Além do Arquiteto preciso de algum outro profissional para começar a construir?

Além dele, a Prefeitura Municipal sempre irá exigir a discriminação do responsável técnico pela obra.

O arquiteto, além de autor do projeto, também poderá ser o responsável legal pela execução da obra, sendo de sua responsabilidade as sanções penais.

Também é ele o responsável por cumprir todas as exigências legais, assim como zelar pelo perfeito funcionamento das instalações e pela solidez da construção durante um período de até cinco anos após a conclusão da obra, conforme determinado pelo código civil.

Portanto o profissional mais indicado para assumir a responsabilidade pela execução ou gerenciamento da obra é o próprio autor do projeto, pois ele conhece a fundo todas as suas particularidades.

O que preciso pagar além do projeto para iniciar a minha obra?

Estas taxas variam de um município para outro, mas em geral você vai gastar com:

  • taxa de alinhamento e informações urbanísticas;
  • taxa de aprovação de projeto;
  • taxa de alvará de construção.

Inicialmente são estas as taxas a serem cobradas, porém a taxa da RRT (Registro de Responsabilidade Técnica) fica sob responsabilidade do arquiteto incluir no orçamento dos projetos ou deixar por conta do proprietário. Geralmente são de responsabilidade do proprietário.

Quanto tempo leva para liberar o projeto na prefeitura?

Este item, assim como o anterior, também varia de acordo com a organização de trabalho de cada município. Porém o prazo médio gira em torno de 6 meses e por isso a necessidade de se programar, bem como alinhar tempo de realização da obra, prazos e expectativas sobre se mudar para o local.

Etapa 2: construir

Quais os documentos que preciso ter na obra?

É de extrema importância deixar uma cópia dos projetos aprovados pela prefeitura, uma cópia da RRT e uma placa do profissional responsável em local seguro e de fácil visualização.

Isso porque quando passarem os fiscais do CAU e da prefeitura, estes documentos serão exigidos. A não existência desses documentos no local é passível de multa.

Material de Construção

É preciso antes de tudo lembrar da qualidade do material de construção que vai ser comprado, não se esquecendo de que ela varia, da mesma forma que variam os preços de uma loja para outra, principalmente para mercadorias que ainda não tiveram suas normas de produção estabelecidas pela ABTN – Associação Brasileira de Normas Técnicas.

Nessa hora, tenha a certeza de escolher o melhor, escolhendo a Maahs! Os melhores tipos de concreto, areia e brita para toda e qualquer construção. Veja nossos produtos e solicite um orçamento.

Mão de Obra

Uma das partes mais importantes para sua construção, é a hora de passar para o papel tudo o que vai sendo combinado com os fornecedores, principalmente os de mão-de-obra. É aquela velha história, “o combinado não é caro”. Essa é a forma para garantir seus direitos caso apareça algum imprevisto.

Em geral, se contrata mão-de-obra por empreitada, isto é, um valor fixo estabelecido por um certo lote de serviços.

Mas em situações especiais pode-se contratar por preço unitário ou por dia, sendo neste caso altamente recomendável que o proprietário contrate um engenheiro ou arquiteto especializado em obras para assessorá-lo, pois o custo da obra pode fugir totalmente de controle.

Etapa 3: Depois de construir

O fim da obra propriamente dita marca o início de uma nova etapa: a regularização da mesma junto aos órgãos públicos. Estamos falando do INSS, da Prefeitura Municipal e do Cartório de Registro de Imóveis.

Assim que ela for finalizada, o proprietário ou seu profissional contratado (arquiteto), deverá solicitar o “habite-se”. Este é pedido junto à Prefeitura, que possui uma tabela que classifica a categoria da obra, definindo o custo por metro quadrado.

Ao contar com um profissional competente numa decisão como esta, as chances do resultado final ser um sucesso são muito grandes. Vale a pena!

São tantas coisas para decidir e resolver, que ficamos felizes em resolver uma delas para você! A Maahs tem os melhores produtos do mercado para sua construção: o Concreto Usinado, Areias e Britas. Faça um orçamento: maahsareiaebrita.com.br/orcamento/ ou ligue: (47) 3635-1348, para construir com segurança!

Iniciar Chat
1
Olá, tudo bem?
Gostaria de obter uma cotação?
Powered by